Tratando os poros abertos

 Eles são consequência da pele oleosa ou mista e podem ser tratados com cosméticos adequados

 Um dos flagelos da pele oleosa são poros abertos. Ninguém gosta deles. Antes de saber como tratar isso, é preciso entender que os poros abertos quase que fazem parte da genética brasileira, uma vez que são característica de pele oleosa ou mista e cerca de oitenta por cento dos brasileiros possuem a pele assim, oleosa ou mista.

Pele lisa é sinal de saúde, mas às vezes os poros se abrem mais do que o desejado. Daí, o jeito é tratá-los. O uso de produtos e procedimentos adequados estimulam a produção de colágeno e os efeitos de poros abertos podem ser minimizados / GB Imagem

Os médicos dermatologistas, que são especialistas neste assunto, explicam que os poros faciais assemelham-se a um elástico. O envelhecimento, a produção excessiva de oleosidade e os danos causados pelo sol podem esticar esse “elástico”, fazendo com que o poro fique aberto. E para reverter esta situação é preciso tratamento. O ideal é consultar o dermatologista para indicar os cosméticos e procedimentos adequados, mas aqui vão algumas dicas.

A esfoliação renova a superfície da pele e elimina células mortas. O ideal é esfoliar a pele de uma a duas vezes por semana com esfoliantes suaves, como semente de apricot ou rice exfoliator. Para peles muito oleosas, o ácido salicílico é uma boa opção. 

A pele oleosa também precisa de hidratação. Mas, sempre preferindo cosméticos em forma de séruns e géis, livre de óleos e que controlem a oleosidade.

Sempre que praticar qualquer atividade física, limpe a pele usando limpadores suaves  

e não ultrapasse três lavagens diárias da pele para não cair no chamado “overwashing”, problema que pode causar oleosidade por efeito rebote.
A alimentação é outro item importante, priorize o consumo de alimentos naturais, probióticos, ácidos graxos, ômega-3, zinco, antioxidantes, fibras e Vitamina A. Além disso, o médico poderá prescrever vitaminas orais que vão acelerar o processo de formação de colágeno de boa qualidade e renovar a pele, como Exsynutriment (silício orgânico estimulador de colágeno) e Bio-Arct (booster energético que melhora o funcionamento celular).
O retinol é considerado um ingrediente milagroso e, no caso dos poros, duas de suas ações são altamente eficazes para diminuí-los: aumenta a renovação celular e estimula a produção de colágeno. O colágeno é a proteína natural para a pele, mas com o tempo ela se decompõe. Isso é um problema porque é o colágeno que fortalece as paredes dos poros, fazendo com que pareçam mais apertados. Se o retinol causar algum desconforto na sua pele, aposte nas substâncias que podem ter o mesmo efeito, mas são menos irritantes, como o retinaldeido, um composto mais leve, derivado do retinol.
Atualmente, muitas tecnologias são altamente capazes de renovar a superfície da pele, dentre elas radiofrequência microagulhada, os lasers ablativos fracionados, o laser de picossegundos Picoway, além do laser Erbium 1540.  

Todos os danos causados pela radiação UVA e UVB pode retardar a produção de novas células, o que engrossa a camada externa da pele, deixando os poros maiores e mais avermelhados. Além disso, a radiação Infrared (sentida pelo calor), também causa grande dano ao colágeno e um consequente afrouxamento dos poros. Por isso, o ideal é usar fotoprotetor com FPS de no mínimo 30, com ativos antioxidantes que protejam também do Infrared, e durante todo o ano, pois mesmo em dias nublados a radiação ultrapassa as nuvens e causa danos na pele.

E ainda vale a boa e velha dica: beba água. Não negligencie o consumo diário de água cultivando o hábito de sempre ter uma garrafinha na bolsa. Você vai se habituar a beber água e isso fará um bem enorme à sua saúde em geral, incluindo a pele.

Leia Também

Pele lisa e livre de estrias é possível

As estrias podem ser combatidas com tratamentos específicos Todas as mulheres sonham com pele lisinha, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *