Rio das Ostras: prefeito esbanja com assessores e carros enquanto moradores sofrem com Saneamento e Saúde

A crise econômica que assola a maioria dos municípios brasileiros não chegou ao gabinete do prefeito de Rio das Ostras, Marcelino da Farmácia (foto). Levantamento feito em portais da prefeitura constata que o município gasta cerca de R$ 5 milhões anuais com funcionários deste setor. R$ 360 mil por mês.

70% são de “comissionados”, que entram no serviço público sem concurso e que assumem o cargo por ser “amigo do rei”. Somente com esses cargos são 62 servidores.

Por meio de seu portal, a Prefeitura negou que um desses servidores ganhe o “modico” salário de R$ 15 mil.

Seja o que for, os gastos com assessores do Gabinete não compensam os serviços prestados á população.

Em relação a obras pouco ou nada se vê. De costume velhas pinturas de meio fio e colocação aqui e ali de sinais de trânsito. Muito pouco. O município carece de infraestrutura. Nesta época do ano, qualquer chuva mais forte alaga bairros inteiros. Foi o caso do Recantos. Em novembro um temporal deixou a localidade, que tem grande parte das ruas sem pavimentação, submersa. A mesma coisa ocorreu no Vilage, com ruas completamente alagadas.

Mas se investimento em obras de pavimentação e drenagem é nulo, em outros setores a Prefeitura esbanja dinheiro. Em janeiro abriu licitação para comprar 122 veículos ao custo de R$ 8.095.636 (oito milhões e seiscentos e trinta e seis mil reais). Os carros, segundo o governo ,atenderão secretarias e departamentos. Muitos são de luxo

Enquanto se gasta com carros a saúde vive o caos. Tanto no pronto-socorro quanto no hospital da criança, usuários reclamam na demora no atendimento. Para piorar, Rio das Ostras carece de diversos exames, o que obriga os pacientes a se deslocarem para outros municípios. Já nos postos de saúde, a população reclama da falta de médicos.

Resumo de tudo. Rio das Ostras via atual governo, prefere gastar com servidores cujo trabalho é pouco efetivo e esbanjar em compras milionárias de automóveis, enquanto a população sofre com a Saúde e o saneamento. Não é Marcelino?

Leia Também

Vereadora é acusada de desviar material hospitalar da Secretaria de Saúde

Peculato teria ocorrido quando trabalhava na UPA de Cabo Frio A vereadora Alexandra dos Santos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *