Preso secretário de Segurança Pública de Rio das Ostras

Carvalhão é acusado de triplo homicídio 

Policiais civis e agentes do GAECO  prenderam na manhã de hoje (9) o  secretário de Segurança Pública de Rio das Ostras, Paulo Fernando Carvalho Gomes, o Carvalhão , e um homem idetificado como Rodrigo Gil, ou Rodrigo Aranha. Eles são acusados da morte de João Gomes Salles Filho, Sergio José de Souza Borges Barbosa e Oscar de Oliveira Souza, em março de 2010. De acordo com os agentes do MP, os crimes teriam sido cometidos por meio cruel e mediante emboscada. O crime teria ocorrido na RJ-168, na altura da Fazenda Pau Ferro, em Macaé.

Na casa de ‘Carvalhão’, os agentes do MP encontraram  quatro armas sem registros e munições. O material foi apreendido e o secretário preso em flagrante. A suspeita do MP é que essas armas possam ter sido utilizadas no crime.

Logo que foi dada voz de prisão, Carvalhão passou mal e foi  encaminhado ao Hospital Público de Macaé (HPM). Os agentes da GAECO também apreenderam duas armas na casa de Rodrigo Gil.

 De acordo com a denúncia do MP, Paulo Fernando e Rodrigo Gil conheciam o trajeto das vítimas e teriam armado uma emboscada em um local de pouca circulação e com facilidade para fuga. 

O Ministério Público afirma ainda que Carvalhão e ‘Aranha’ atiraram contra o veículo onde estavam João Gomes Salles Filho, Sérgio José de Souza Borges Barbosa e Oscar de Oliveira Souza, que morreram no local do crime. Uma mulher que também estava no veículo foi atingida, mas foi socorrida e sobreviveu.

O MP alega que os crimes foram cometidos por meio cruel e por isso, os dois vão ser indiciados por homicídio triplamente qualificado. A pena prevista de reclusão é de 12 a 30 anos para cada crime.

Carvalhão é subtenente reformado da Polícia Militar. No ano de 2016, ele foi eleito a vereador de Rio das Ostras. Já em 2018, se candidatou ao cargo de deputado estadual e recebeu 10.568 votos. No mesmo ano, após as eleições suplementares de Rio das Ostras, ele foi convidado pelo prefeito eleito, Marcelino Borba, a ocupar o cargo de secretário de Segurança Pública.

A Prefeitura de Rio das Ostras informou por meio de nota que foi surpreendida com a notícia do mandato de busca e apreensão destinado ao secretário e esclarece ainda que não teve acesso ao teor da denúncia encaminhada pelo Ministério Público sobre os homicídios ocorridos 2010. A Administração Municipal disse ainda que aguardará o desdobramento do caso para tomada de decisão e pronunciamento.

Leia Também

Onze brasileiros passam para 3ª fase do mundial de surfe em Saquarema

Onze brasileiros se classificaram direto para a terceira fase da etapa de Saquarema do circuito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *