Pilates, o exercício completo

Os exercícios criados por Joseph Pilates promovem o alongamento da silhueta e enorme bem-estar

De um modo geral, os exercícios do Pilates são simples e fáceis de praticar, no entanto é fundamental que seja sob a orientação de um profissional no assunto que indicará as manobras corretas / GB Imagem

Os exercícios do Pilates já se incorporaram no dia a dia de muitas mulheres e homens que encontraram na sua prática alívio para estresse e melhor qualidade de vida.

É crescente a busca por qualidade de vida e muito mais do que procurar morar em lugares não tão poluídos, as pessoas estão mudando hábitos alimentares e adotando práticas que melhoram o bem-estar.

O maior vilão continua sendo o estresse; ele é fruto da correria do dia a dia, da necessidade de trabalhar cada vez mais; é uma corrida desenfreada atrás de formação acadêmica – sendo que um curso superior só não basta – e valorização profissional. Não se pode deixar de dizer que existe uma “máquina” que fomenta isso, mas não é este o nosso foco.

A verdade é que quase ninguém está imune a este sistema e então o jeito é procurar válvulas de escape e procurar viver da melhor maneira possível.

O Pilates oferece uma gama de exercícios com a mesma finalidade e por isso a atividade não é enfadonha.  

O método foi criado pelo alemão Joseph Pilates, na década de 20; consiste em exercícios de alongamento que utilizam o peso do corpo na sua execução e prometem dar mais flexibilidade e força muscular, além de melhorar a respiração e corrigir a postura. Ele pode ser praticado no solo ou nos aparelhos específicos que também foram criados pelo próprio Pilates.

As academias aprimoraram o seu atendimento e oferecem quase que o apoio individual, tendo em seus quadros profissionais capacitados a orientarem quanto ao melhor exercício, de acordo com o desejo e as condições físicas do cliente. Isto quer dizer que as academias idôneas fazem uma avaliação prévia e, baseando-se nisso, elaboram um programa de treinamento, e continua avaliando periodicamente o desenvolvimento do aluno ou da aluna.

É bom entender que os exercícios no Pilates têm como principal objetivo fortalecer os músculos e não fazer com que músculos cresçam como na musculação; o ideal é que seja praticado duas a três vezes por semana.
O Pilates pode ser praticado por qualquer pessoa em qualquer faixa etária, mas é fundamental uma avaliação física anterior à execução dos exercícios para identificar as necessidades de cada indivíduo e adequar o método às suas reais possibilidades. Em caso de pessoas com problemas na coluna ou nas articulações, algumas atividades deverão ser adaptadas por profissionais qualificados para restabelecer o equilíbrio e evitar lesões.
Uma dúvida tem sido frequente. O Pilates ajuda no emagrecimento? Vale lembrar que emagrecer não é objetivo principal dos exercícios, mas exige esforço físico do praticamente e isto obviamente auxiliará no processo de perda de peso.

Além disso, o Pilates é um aliado de quem sofre com dores na região lombar. Isso porque, o método ajuda a fortalecer a musculatura evitando lesões e ainda atua na prevenção de doenças. Especialistas explicam que o trabalho com o Pilates é realizado através da estabilização da coluna. Sendo assim, o objetivo é aumentar a força dos músculos profundos, pois eles são responsáveis pela posição adequada tanto das vértebras como dos seus componentes articulares; trabalha o condicionamento físico e mental dos indivíduos. A atividade promove um maior equilíbrio postural e ainda alonga a musculatura em geral. Assim, diminui tensões na coluna vertebral, o que causa um grande alívio de pinçamentos  e compressões dos discos. Vale a pena conferir uma aula experimental.

Leia Também

Duas vilãs inesquecíveis em “Vale Tudo”

  “Vale Tudo” foi escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères e exibida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *