O Som Da Jovem Guarda – Coletânea

musica-o-som-da-jovem-guarda-coletanea-06-12-16A década de 50 foi marcada pelo nascimento de um gênero musical sublime, personificado na figura de Elvis Presley. Mais que um estilo, O Rock’n’Roll significou a ruptura de diversos Paradigmas e a construção de uma nova estética. O certo e “arrumadinho” cederam lugar ao distorcido e desarrumado. Caindo, como uma bomba no cenário musical da época, o Rock conquistou o mundo e influenciou artistas dos mais diversos cantos do planeta. No Brasil, as primeiras influências do Rock deram-se através do movimento intitulado Jovem Guarda. Um misto de Rock da década de 50 com MPB, a Jovem Guarda desenvolveu um som extremamente popular e influente, embora não tivesse nenhum cunho político, o movimento foi bastante representativo, sobretudo no que diz respeito à musicalidade e ao padrão diferenciado de comportamento dos seus integrantes. A Jovem Guarda influenciou uma geração. Prova disso é que vários artistas daquela época continuam em evidência nos dias de hoje e que muitas músicas tidas como bregas ainda emocionam o país inteiro. Para homenagear esse período peculiar da música popular Brasileira, a Som livre criou um Box exclusivo com algumas das melhores canções da Jovem Guarda. Ao todo são 51 faixas, distribuídas em 4 CDs. Do repertório, destacam-se as faixas: “Banho de Lua”, com Celly Campelo; “Mar de Rosas, com o Fevers; “Pare o Casamento”, com Wanderléia, “Splish Splash”, com Silvinha; “Querida”, com Jerry Adriani, “Meu Bem”, com Ronnie Von; “Sorria, Sorria”, com Evaldo Braga; “Mudanças”, com Vanusa; e “Coração de Papel”, com Sérgio Reis. Simplesmente imperdível!

 

 

Leia Também

Estrelas de Natal

“Estrelas de Natal” traz artistas da gravadora Som Livre em uma compilação que promete embalar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *