Nova pesquisa mostra Marcelino liderando disputa em Rio das Ostras

Consulta mostra ampla diferença tanto na espontânea como na estimulada

Registrada na Justiça Eleitoral com o protocolo RJ-04207/2016, a consulta de intenção de votos realizada pela empresa Ágora Pesquisa, mostra o candidato do PV, Marcelino Borba, o Marcelino da Farmácia (foto), liderando a disputa pela Prefeitura de Rio das Ostras. A eleição suplementar vai acontecer no próximo domingo (24) e em segundo lugar, segundo a pesquisa, está o ex-vereador Deucimar Talon, que concorre pelo PRP. De acordo com o resultado, na espontânea com todos os votos, Marcelino tem 29,5% das intenções de voto e Deucimar Talon 13,6%. Com apenas os votos válidos o candidato do PV aparece com 49,8% e do PRP com 23,0%. Já na estimulada computando todos os votos Marcelino tem 39,7% e Deucimar 16,1%, subindo, respectivamente, para 51,1% e 20,8% contando só os votos válidos.

Ao todo foram entrevistados 403 eleitores nos dias 14 e 15 e a margem de erro é de 5% para cima ou para baixo. Ainda segundo os números revelados pelo instituto em relação aos demais candidatos na espontânea com todos os votos Fábio Simões (PP) tem 8,9%,

Flávio Poggian (PSD) 3,2%, Winnie Freitas (PSOL) 2,0%, Carlos Augusto (MDB) 1,5%, Gelson Apicelo (PDT) 0,5%, brancos e nulos somam 17,4% e 23,3% dos eleitores consultados não responderam ou ainda não sabem em que votarão. Já na espontânea – só com os votos válidos – Simões aparece com 15,1%, Poggian 5,4%, Winnie 3,3%, Carlos Augusto 2,5% e Gelson 08%.

Na consulta estimulada – com todos os votos – Fábio tem 12,7%, Flávio 5,0%, Winnie 2,5%, Apicelo 1,7%, brancos e nulos somam 9,7% e 12,7% dos consultados são sabem em que votar ou não quiseram responder; enquanto que os números quando considerados apenas os votos válidos são os seguintes:

Fábio Simões 16,3%, Flávio Poggian 6,4%, Winnie Freitas 3,2% e Gelson Apicelo 2,2%%.

Leia Também

MP apura se servidores cedidos à Câmara de Araruama trabalham

Cerca de 65 funcionários efetivos da Prefeitura estariam à serviço de vereadores Quantos funcionários da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *