MP investiga Miguel Jeovani por compra de votos

Miguel Jeovani e Anderson Moura são alvo de investigação do Ministério Público Eleitoral

Miguel Jeovani e Anderson Moura são alvo de investigação do Ministério Público Eleitoral

  O prefeito de Araruama, Miguel Jeovani(PP) foi denunciado pelo Ministério Público, em uma ação de investigação judicial eleitoral ajuizada na 92ª Zona Eleitoral, por suposta compra de votos, juridicamente chamada de captação ilícita de sufrágio. Também é alvo no processo o vice-prefeito Anderson Siqueira Moura. Os dois ainda são acusados de abuso  de poder econômico durante a campanha do ano passado, quando Miguel teve como maior adversário o então prefeito, André Mônica (PMDB).
No entender do Ministério Público, Miguel Jeovani teria comprado votos em vários pontos da cidade e pelo menos seis testemunhas serão ouvidas em audiência nos próximos dias. Na ação, o MP pede a cassação do diploma conferido pela Justiça Eleitoral aos eleitos, além da inelegibilidade do prefeito e do vice por oito anos, a contar da data das eleições municipais ocorridas em outubro de 2012.  Como o prefeito não obteve mais de 50% dos votos (foi eleito com 49,65% do total apurado), se Miguel Jeovani vier a ser cassado e essa decisão for mantida em instâncias superiores, o ex-prefeito André Mônica (segundo colocado na disputa, atingindo 43,39% dos votos), voltará ao cargo. O prefeito Miguel Jeovani e seus advogados não foram encontrados para falarem sobre a ação proposta pelo Ministério Público.


super mario halloween edition
norske spilleautomater
forbrukslånportalen