Dinheiro público vira fumaça no Réveillon de Araruama

2019 foi sinônimo de fumaça e frustração para milhares de pessoas que foram à Lagoa de Araruama comemorar a entrada do ano novo.

A prefeitura alardeou que os fogos não produziriam barulho – a exemplo do que ocorreu em São Paulo – e que moradores e turistas contemplariam um espetáculo de luzes “com figuras florais, corações, caracóis, carinhas felizes e estrelas”.

Pouco se viu. Tão logo a contagem regressiva terminou, os céus foram cobertos por uma fumaça branca que encobriu grande parte das luzes durante 12 minutos. Quanto ao som dos fogos, estes eram mais parecidos com estalinhos.

O araruamense, inconformado, logo buscou saber do porquê de o Município organizar uma festa cara e sem graça. Frustrado, ele não engoliu a desculpa de que a queima com pouco barulho, como é praxe no Brasil inteiro, foi realizada para não incomodar animais como cães e gatos. Mas, francamente, réveillon que não é barulhento não tem a menor graça. Até agora, nenhuma explicação foi dada para a fumaceira na orla. Da mesma forma, a fraca iluminação das ruas no entorno da lagoa.

A desculpa certamente seria entendida pela população se no lugar de palavrórios para a imprensa local, a prefeita Lívia do Chiquinho dissesse que, devido “ao momento do município”, a festa foi do tamanho das finanças de Araruama, combalidas por uma gestão desastrosa.

Mas isso ela não falaria, afinal o dinheiro gasto poderia garantir a compra de alimentos para escolas e creches, o que, ao que parece, não ocorreu em 2018. Da mesma forma, ajudaria a repor alguns medicamentos da farmácia popular, flagradas no fim do ano passado com medicamentos vencidos.

Enfim, o réveillon 2019 foi uma decepção.

Leia Também

Polícia apreende 50 quilos de maconha em Rio Bonito que abasteceria a Região dos Lagos

Um homem foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) transportando 50 quilos de maconha. A …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *