CUIDE DA DOR DE GARGANTA!

 A dor de garganta geralmente não é levada muito a sério. Por isso, é comum a automedicação. Tem sempre um chá que alivia os sintomas e raramente se procura um médico “somente por causa de uma dor de garganta”, mas tal situação requer mais atenção.

Vamos entender um pouco o que é dor de garganta. Durante uma gripe ou resfriado, normalmente ocorre a obstrução nasal, que faz com que os indivíduos respirem pela boca. Respirando desta forma o ar não é aquecido, filtrado e umidificado chegando “impuro” na garganta, gerando algumas doenças como amigdalite, faringite e laringite.

A amigdalite pode ser ocasionada por bactérias ou vírus, consiste em uma inflamação nas amígdalas, localizadas na entrada do tubo digestivo e respiratório, que tem a função de proteger e combater as bactérias e vírus, fazendo com que o sistema imunológico produza anticorpos contra outras infecções.

Entre os sintomas estão inchaço, vermelhidão, placas esbranquiçadas, úlceras na superfície, dor ao engolir, dor na garganta – que pode estender-se para os ouvidos, febre alta, sensação de mal-estar, dores de cabeça e vômitos. Na amigdalite viral não há formação de placas brancas e secreções purulentas nas amígdalas.

Na maioria das vezes, a dor de garganta é tratada com remédios caseiros e através da automedicação quando o correto é procurar um médico especialista

O tratamento da amigdalite bacteriana é feito com antibióticos, já na viral não é possível este tipo de medicação, pois a doença possui um ciclo próprio e necessita apenas de medicação para alívio dos sintomas, como antitérmicos e analgésicos. Em alguns casos, os médicos recomendam uma cirurgia para remoção das amígdalas.

Segundo os especialistas, a amigdalite do tipo bacteriana é uma das mais perigosas infecções de garganta, com febres que podem chegar aos 40ºC. As crianças desenvolvem amigdalite quando passam por uma queda na resistência do organismo e variações bruscas de temperatura.

Alguns fatores como animais domésticos, cigarro, apetite diminuído, água gelada e friagem também podem colaborar para o aparecimento da doença. Se não tratada a amigdalite pode trazer serias complicações ao individuo como surdez, problemas nos rins, coração, febre reumática, que lesa o coração de forma grave e pode atingir outros órgãos.

Outra doença comum que ataca a garganta é a faringite, uma inflamação na faringe, que em 95% dos casos é causada por vírus e 5% por bactérias. Os sintomas são os mesmos na faringite viral e bacteriana, sensação de garganta arranhada, dor na garganta, vermelhidão, dificuldade para engolir, febre, inflamação, dor de ouvido e inflamação nos gânglios linfáticos.
Durante o tratamento, analgésicos e gargarejos com água morna e sal, durante várias vezes ao dia, ajudam a aliviar o mal-estar.

A garganta também pode ser atingida pela laringite, uma inflamação da caixa vocal – laringe – causada por uma infecção viral das vias respiratórias superiores, em alguns casos acompanha a bronquite, pneumonia, gripe, tosse ou qualquer inflamação ou infecção das vias respiratórias. O uso excessivo da voz, alergias e cigarro também podem provocar laringite aguda ou crônica.
Entre os sintomas estão alterações ou perda da voz, rouquidão, coceira, vermelhidão e inchaço na garganta. Os sintomas podem variar conforme a intensidade da inflamação. Também poderá ocorrer febre, mal-estar, dificuldade para engolir e dor na garganta.
Para alivio dos sintomas da laringite são necessários alguns cuidados como descansar a voz, evitar falar e fazer inalação, para curar a infecção deverá ser receitado antibiótico.
A maior parte dos casos de dor de garganta é provocada por substâncias alérgicas como ácaros, corante, poluição, fumo e pólen. Bebidas quentes também podem agredir as vias aéreas superiores.

Assim, é preciso sempre recorrer ao médico, principalmente quando os atingidos são crianças.

Leia Também

Os olhos na mira da beleza

Todo mundo, pelo menos uma vez na vida, teve olheiras, aquelas famigeradas manchas azuladas ou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *